Escolha uma Página
O violinista francês Stéphane Grappelli

Esta edição de Jazz Panorama é estrelada pelo violista francês Stéphane Grappelli (1908 – 1997). Apesar do violino não ser um dos instrumentos mais comuns no gênero, Grappelli se tornou um dos músicos mais conhecidos e respeitados do jazz e demonstrou, através de sua música, que o violino pode ter tanto swing quanto, por exemplo, um instrumento de sopro.

Nascido em Paris, Grappelli se iniciou na música como autodidata no piano e no violino, mas entre 1924 e 1928 estudou no Conservatório de Paris. Um fato marcante na sua carreira foi seu encontro com o violonista belga Django Reinhardt com quem teve um ótimo entrosamento e juntos fundaram o Quinteto do Hot Club, que tinha uma formação um tanto exdrúxula: um violino, três violões e um contrabaixo. Como o início da II Guerra Mundial, Grappelli e Reinhardt estavam em turnê na Inglaterra e lá o violinista francês resolveu ficar, pondo fim temporariamente nessa parceria que só voltaria à ativa depois da guerra.

Durante as décadas de 1950 e 1960 Grappelli trabalhou constantemente na Europa, mas continuou pouco conhecido pelo público jazzófilo norte-americano. Somente na década de 1970, o violinista começou a se apresentar regularmente nos Estados Unidos e assim ampliou ainda mais o seu público e conquistou todas as pequisas de popularidade musical no seu instrumento. Grappelli trabalhou até praticamente o dia em que faleceu, em Paris, aos 88 anos de idade.

Saiba mais sobre Stéphane Grappelli, sua história e sua música ouvindo mais este podcast do Jazz Panorama.

Programa 10 – Parte I

1. “How Deep is the Ocean” (Irving Berlin) – Bing Crosby (1932)
2. “How Deep is the Ocean” (Irving Berlin) – Joe Pass & Niels Pedersen (1979)
3. “Get a Kick Out of You” (Cole Porter) – Stéphane Grappelli (1979)
4. “Time After Time” (Sammy Cahn / Jule Styne) – Stéphane Grappelli (1979)
5. “It’s Only a Paper Moon” (Harold Arlen / E.Y. “Yip” Harburg / Billy Rose ) – Stéphane Grappelli (1979)
6. “Let’s Fall in Love” (Harold Arlen / Ted Koehler) – Stéphane Grappelli (1979)
Programa 10 – Parte II

1. “Satin Doll” (Duke Ellington) – Stéphane Grappelli e McCoy Tyner (1990)
2. “Summertime” (George Gershwin) – Stéphane Grappelli e McCoy Tyner (1990)
3. “Mr. P.C.” (John Coltrane) – Stéphane Grappelli e McCoy Tyner (1990)
4. “I Want to Talk About You” (Billy Eckstine) – Stéphane Grappelli e McCoy Tyner (1990)
5. “I Didn’t Know What Time it Was” (Lorenz Hart / Richard Rodgers) – Stéphane Grappelli e McCoy Tyner (1990)

Compartilhe esse conteúdo

Espalhe o Jazz nas suas redes sociais